segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Abaixo a tecnologia burra!


Numa estepe da Ásia, há milhares de anos, você e seus primos Homo Sapiens encaram os vizinhos Neandertais. Uma briga por terras está pra começar. Gronk, o cara mais esperto da tribo, tem uma grande idéia: "por que não amarramos uma pedra afiada na ponta de uma vara para atacar os inimigos?" Você segura a lança (nome dado por Gronk) e parte pra batalha. Então aparece um aviso luminoso na arma: "Error 404. Retry, Ignore, Fail?" Sua tribo é massacrada e os neandertais são os seres dominantes do planeta.
Você achou isso ridículo? Então por que você acha normal seu supercomputador de 800 gigamegas de memória, tela siliconada de cristal líquido e tração nos quatro drivers faça a mesma coisa? Por que você aceita que os artefatos atuais entrem em pane?
Os avanços tecnológicos sempre tiveram o objetivo de facilitar a vida do homem. A "tecnologia que complica a vida" é uma invenção do final do século 20. Eu, particularmente, acho que o ponto zero da tecnologia burra é o forno de microondas. Aparelho fantástico desenvolvido pela Nasa. Não é necessário prática, nem habilidade. O forno produz calor ao direcionar feixes de microondas que fazem vibrar moléculas de alimentos e serve para... esquentar água. Nada mais! Tudo que sai dele parece a sopa primordial, de aspecto repugnante e gosto de mingau de papel.
E o que você me diz do controle remoto de TV com 365 funções diferentes? Pra aprender a usá-lo, é preciso um curso de pós-graduação em Nerdês Avançado. E tudo o que você precisa são três botões: O liga-desliga e os que mudam o canal
A tecnologia burra não quer melhorar sua vida. O valor dos produtos é definido por sua suposta tecnologia, e não pelo sentido prático. Por exemplo, imagine que você acabou de criar a roda. Vai mudar definitivamente a forma que os seres humanos se locomovem. Eu sou seu concorrente e crio a Roda 2.0! Ela faz tudo que a tradicional faz, só que melhor. Ela é quadrada, assim vai rodar, ou melhor, quadradar, por mais tempo, graças ao desgaste natural.
E pra você tirar o melhor proveito da Roda 2.0, ela vem com um Manual do Usuário. São 816 páginas em aramaico primitivo, com uma versão em sânscrito! Aprenda a programá-la e a evitar vírus! Você gostou? Então por que leva a sério o Bill Gates? O Windows é um cavalo de Tróia: tem 8374 programas diferentes. Não têm utilidade nenhuma e ainda deixa o sistema 250% mais caro! E pra aprender a usá-lo, é só ler um manual de 1302 páginas, em mandarim.
Não estou sugerindo que mudemos para cabanas no meio do mato e passemos a mandar cartas-bombas para os fabricantes de tecnologia burra. Bill Gates não cuida da própria correspondência e, se o fizesse, não teria QI suficiente para entender como é que se faz para abrir um simples envelope.

Adaptado de: Edson Aran (Editor chefe da revista VIP) - Superinteressante edição 173, Fevereiro 2002, pág. 86

9 comentários:

Jonathan L. Assunção disse...

muito boa essa reportagem
o pior que é verdade, tem programas no windows que talvez vc nunca utilize e está, por apensa estar, e o pior que você paga por esse bando de tralha!

Messhias disse...

Cara por isso não compro windows original...da erro do mesmo jeito, eu tinha o 95 e ME original...uma bosta da mesma forma...a unica diferença que custo os zoio da cara cada licença

Antonio † disse...

Apoiado! :D
o meu é original
cheio de tralhas inuteis
e quando você exclui as mesmas descobre a utilidade delas ¬¬

haha
flw

Marco Antonio disse...

São exemplos claros de alienação. Excelente texto.

Messhias disse...

Eles fazem aquela propaganda que quem tem o original tem o melhor, mas porra, o original é tão merda quando o do camelo, o que da veneno quando tu sempre faz uma nova atualização do sofftware (que parece ocorrer a cada instante) tu tem que reiniciar o pc para elas entrarem em virgor, e quando tu vai ver atualizado ou não ele continua com as mesmas merdas e os memos defeitos...ou quando ele não fica mais bugado que antes

Gênese disse...

Ah ninguém em especial...envolve muito mais do que uma pessoa ou alguma coisa...muitas vezes chega mais próximo de uma observação ou algo assim sei lá...mas a intenção é sempre chegar no coração tanto de quem escreve como de quem lê...forçar cada um de nós a pensar...

Obrigado pelo elogio...^^"

Boa noite

.Adso disse...

uhauhauhauhauhauhauauhauhauha

bill burro

o meu é ori
tipo

piratex mas com licença ori
então é ori =D

by
http://mostdownloads.blogspot.com/

Salvador Lucas­ disse...

Sorte minha que eu não uso windows \o/

Euzer Lopes disse...

Se você me permitir, eu roubo este texto seu, publico na série COMO TEM GENTE BURRA NESTE MUNDO do meu blog, e ainda dou crédito e endereço do seu blog.

Cara, eu nunca tinha pensando nesses incompetentes da tecnologia...

Mas, na boa, você cometeu um erro no seu texto: o controle remoto ideal tem de ter um quarto botão, que você NÃO citou: o do volume.
(brincadeirinha)
Visite meu blog e minha série.