sábado, 9 de fevereiro de 2008

Histórias de Cordeirinho

A paixão secreta de Tomas

São José do Cordeirinho, Minas Gerais. 5 de janeiro de 2008

Tomas viajou de Divinópolis para passar alguns dias na casa de seus tios em Cordeirinho. Naquela manhã, seus primos Mateus e Guilherme o chamaram para irem ao Laguinho.
Enquanto caminhavam, Tomas não parava quieto. Ora corria metros a frente dos primos, ora ficava para trás, pegando mamonas nos terrenos baldios e as atirando em Guilherme.
Ao chegarem no Laguinho, Tomas ficou quieto. Uma linda menina, que ele não via há algum tempo, vinha caminhando em sua direção com um belo sorriso nos lábios.
"Oi Tom, lembra de mim?"
O garoto olhou para ela e, com o coração disparado e frio na barriga disse:
"Nandinha?"
"É, sua memória é boa mesmo! Nossa, você cresceu. Vem cá, me dá um abraço!"
Tomas conheceu Fernanda quase 4 anos antes, numa manhã que Guilherme foi para o hospital ele ficou sozinho em casa com Mateus. O garoto deu um abraço apertado em Fernanda, que estava ainda mais bonita e estava com um cheiro muito bom. Então a menina deu um abraço em Guilherme e um beijo em seu namorado, Mateus.
Eles entraram na água, mas Tomas, com seus 10 anos, não tinha coragem de ir à parte mais funda do Laguinho, onde seus primos e Fernanda estavam. Apesar de dar altura para ele, Tomas não queria se arriscar.
"Vem, Tom, aqui é raso!" disse Mateus.
"Não, vou ficar aqui mesmo..." disse Tomas brincando na margem.
Fernanda caminhou até o garoto e disse, estendendo sua mão:
"Tom, você sabe nadar?"
"Só sei boiar..."
"Então, segura minha mão e vem boiando. Qualquer coisa eu te seguro."
Numa mistura de paixão e medo, Tomas pegou a mão da garota. Enquanto iam para o centro do lago, o garoto olhou para Fernanda e disse:
"Nandinha, você é muito legal!"
A garota abriu um sorriso e disse o abraçando:
"Ah, que gracinha! Você também é muito legal!"
"Olha que assim eu fico com ciúmes!" brincou Mateus.
Os quatro brincaram no Laguinho por mais algum tempo, então foram andar pelo Bosque, que ficava do outro lado do lago. Na frente iam Guilherme e Mateus. Dois metros atrás dos irmãos, iam Fernanda e Tomas.
Quando estava voltando para o Laguinho, Tomas tropeçou num galho e começou a chorar, com o joelho sangrando. Guilherme correu até o primo e o ajudou a se levantar e disse:
"Tom, vamo ali lavar o joelho?"
"Não! Tá doendo!" chorou Tomas.
"Vamos lá lavar, Tom. O joelho tá sujo e..." começou Mateus.
"... O machucado tá cheio de bichinhos que vão te deixar doente." disse Fernanda pegando Tomas pela mão e o levou para a margem do Laguinho.
No fim do dia, eles estavam voltando para casa, e Mateus comentou:
"Engraçado, o Tom fica tão comportado quando está com você, Fê."
"Eu acho que vocês exageram! Ele é bonzinho."
Os garotos chegaram na casa de Fernanda, que se despediu de Mateus com um beijo e dos outros com um abraço. Quando a garota estava fechando o portão de casa, Tomas voltou correndo, a abraçou e beijou seu rosto dizendo "Tchau".
"Ai que fofo!" disse Fernanda dando um beijo no rosto de Tomas, que voltou para casa se sentindo o menino de 10 anos mais apaixonado e feliz do mundo.

12 comentários:

Antonio † disse...

ele realmente continuou agindo como um garoto de dez anos ou menos. HUahueha. e ela agiu como uma velha babá.

mas ein... Fernanda? que familiar.
Falooow :#

Jul!o disse...

Gostei.
Foi sensível, uma paixonite(?) verdadeira, com sabor de infancia, amor de quem é carente e de quem cuida.
Acho que todos ja tiveram um.

Edu D'ant disse...

Que historia em...
infancia e amor...

SouMusic disse...

Kra, essa historia eh sobre vc???
Se ñ for... entendo um poko desse tipo de "criação".... rsrsrs

Olha, se curti musica dá uma passada em meu blog...

Comenta o texto q qiser (ñ só o 1º) e se der particpe da comu...

Blog: http://jukeboxmix.blogspot.com/

Comu: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=44231900

Valeu!!!!

Lizzie disse...

Belíssimo conto! Somos realmente assim, com o instinto de paixões e encantos pelo mundo.
Ótimo blog, parabéns!


Beijos
www.lizziepohlmann.com

SouMusic disse...

Blz Lucas... vou olhar os otros posts... ah... entra na minha comu.,...

Blog: http://jukeboxmix.blogspot.com/

Comu: http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=44231900

Fênix Dualista disse...

Paíxão de infância é tão gostoso...quando a gente cresce um pouquinho fica tudo complicado...rs

obg pela visita.

beijo

HenriqueM disse...

Hehe, acredito que os amores verdadeiros são os de infância - mesmo que não acorridos na infância.

:)

Lizzie disse...

Vim comentar novamente.
Me recordo de quando eu tinha uns sete anos de idade e era apaixonada pelo meu professor de matemática.
É cada uma...

Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Elton.Breakout disse...

Legal..lê..um texto..sobre amor...q nasce..na infancia...kra......q acredito..eu ser um amor..pura....talvez..por ñm..haver..tantos interresses em jogo..!!

Ávila |B| disse...

ameei seu blog, adorei sua forma de se expressar *-*

http://salveonossosol.blogspot.com/

Blogueiros S.A. disse...

Muito bonitinho seu conto!

Me lembrou um livro que eu tentei lembrar o nome mas não lembrei que li qnd estava na 4º série... rsrsrsrs

A história nãoé igual, mas me lembrou...

Acho que foi pq esse livro me marcou...

Bjos!
Ju Farias

http://mentesdiversas.blogspot.com